Você Sabe Como sua Administradora Calcula sua Água e Gás em Curitiba?

Você sabe como a administradora faz o cálculo dos valores de água e gás que paga em seu boleto de condomínio em Curitiba??? Não? Vamos lá!

ÁGUA – Em Curitiba especificamente na grande maioria dos condomínios a companhia de água, SANEPAR, possui um único relógio par auferir o consumo do condomínio todo, mas… a mesma companhia cobra uma cota mínima somatória de 10m³ por unidade dentro do condomínio, valor hoje na casa dos R$50,00 aproximadamente, ou seja, o condômino consumindo ou não água, deverá pagar a taxa mínima. Em caso de consumo excedente o valor pode ser divido igualmente pelo numero de apartamentos ou número de moradores em cada apartamento. Paralelamente a partir de 2006 todos os empreendimentos obrigatoriamente devem ser construídos com medidores de gás e água individuais, um para cada unidade. “Que ótimo! Vou pagar apenas o que consumo!” Bem… Não… Os relógios individuais são de responsabilidade do condomínio e nada tem a ver com a SANEPAR, visto que a mesma cobra uma taxa mínima os relógios só são utilizados quando o condomínio, em seu consumo total, extrapola a metragem mínima. Neste caso a administração deve realizar a leitura de todos os relógios e ratear o valor do excedente aos que consumiram mais que os 10m³, por exemplo: o apartamento X consumiu 13m³ de água em um mês que o condomínio consumiu o mínimo mais um pouco de excedente; este condômino pagará sua cota mínima somada ao que seus 3m³ de excedente representamos no excedente total.

GÁS – A partir 1999 ha uma lei municipal que proíbe o uso de botijões de gás em condomínios que possuem gás encanado. O fornecimento de gás encanado pode ser de 3 formas, GLP (Granel), Botijões (p45 geralmente) ou Gás natural (rua). A forma de rateio para os condomínios com medidores individuais consiste na leitura do consumo real, o que for consumido deverá ser cobrado, em caso de condomínios sem medidor individual a sugestão é que o rateio seja feito conforme o número de pessoas na unidade. Uma particularidade do gás GLP é que o fornecedor comercializa em kg, porém os medidores medem em m³ necessitando uma conversão. A Petrobrás sugere a relação de que 1m³ está para 2,2kg.

Matérias relacionadas:
http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/medidor-individual-e-lei-em-curitiba-desde-marco-a53k5npwrsasflson38kihnim

A Syndikos é uma administradora especializada em gestão de condomínios em Curitiba

João Lemes

João Lemes

Travessa João Turin, 37 - Água Verde,
Curitiba-PR, 80240-100

Segunda a Sexta: 09:00 h às 12:00 h;
13:00 h às 18:00 h.

Fale Conosco

SYNDIKOS · 2019 © Todos os direitos reservados | Desenvolvido por: MarketNet